segunda-feira, janeiro 22, 2007

Quem votar SIM fica sem funeral religioso ...

"Os cristãos que vão votar SIM no referendo serão alvo de excomunhão automática, a mais pesada das censuras eclesiásticas", garante o cónego Tarcísio Alves, pároco há cinco anos em Castelo de Vide (Portalegre).
A excomunhão automática atinge ainda "todos os intervenientes na execução do crime, como, por exemplo, médicos e enfermeiros", sublinha, enquanto consulta página a página o Código Canónico. "Se um católico aceitar a liberalização do aborto incorre na censura da excomunhão e não poderá ser reintegrado na comunidade cristã sem intervenção do bispo", sustenta ainda.
Doutorado pela Universidade Católica de Salamanca em Direito Canónico, Tarcísio Alves tem distribuído nos últimos tempos, pelos paroquianos, um boletim informativo em que adverte os devotos para os "perigos" de votar SIM no próximo referendo e as consequências, junto da Igreja, que poderão sobrevir. "Não fui eu que inventei estas regras, está tudo bem explícito no Cânone 1398" sublinha.
Mas o vigário judicial da diocese de Portalegre e Castelo Branco vai mais longe ao alertar os fiéis para "outros perigos" que podem surgir, se no próximo referendo o voto recair no SIM. "Se votar no 'sim' ou se se abstiver, poderá estar também a cometer um pecado mortal gravíssimo. No referendo até as irmãs vão sair dos conventos porque senão também incorrem num pecado de omissão", adverte.
Para o clérigo trata-se de "um caso grave", porque todos aqueles católicos que violarem as leis da Igreja sobre este ponto "não podem casar, baptizar-se e nem poderão ter um funeral religioso - Cânone 1331."
Tarcísio Alves garantiu ao DN que "não faz política nem fala do caso durante as missas de domingo, mas no seu boletim paroquial e através de e-mails". O cónego promete continuar a "esclarecer a população e a prova disso passa pela edição, ainda hoje, de mais um boletim que no último parágrafo apela mais uma vez ao voto no NÃO".
A comunidade católica de Castelo de Vide encara estes "avisos" de forma natural e aplaude a atitude do cónego. "Acho bem que expliquem os perigos do aborto às pessoas, principalmente a nós, os mais velhos, que nunca estudámos. O que sabemos é através daquilo que vemos na televisão", diz Piedade Godinho à entrada da igreja.
in DN de 19 Janeiro 2007

11 comentários:

TMara disse...

Olha Júlia, já me cansa esta gente k quer ser consciência dos outros.
A trosteza é haver tantos k se deixam dominar.
Deixá-los excomungar. O inferno est+a mm aqui....
Bjs e obrigada pelos parabéns k dei à filhota

Alba disse...

É impressionante ver como o discurso da intolerância, o fanatismo, o apelo a medos tão profundos como o da exclusão "comunitária" grassa em tantos defensores do Não! Uma extrema falta de bom senso que, espero, se volte contra a causa que defendem, não no outro mundo mas neste, já no dia 11...

PALAVRAPUXAPALAVRA disse...

Inacreditável que nos tempos de hoje ainda se vejam os problemas deste modo.

(grata pela visita ao Palavra Puxa Palavra)

TMara disse...

olá Júlia, já estás plenamente recuperada?
espero k sim.
Bjs.
Luz e paz

Paula Raposo disse...

E assim se vão moldando as cabecinhas à maneira!! Beijinhos para ti.

aldina disse...

... isso era se Deus quisesse! Estes católicos sõa loucos!

Até sempre

Kalinka disse...

Olá Júlia
desculpa o meu comentário não ter a ver com o post, mas...é que ontem mesmo antes de rumar a Odivelas para o jantar magnífico que tive oportunidade de estar presente na vossa deliciosa companhia, estive na zona da Expo em Lisboa e pela 1ª vez vi, com os meus olhinhos, uma enorme escultura de Fernando Botero, em frente ao novo Casino de Lisboa, sabias?
Parece-me que gostas dos seus trabalhos e por isso, aqui comunico (desculpa tratar por tu, posso?)
Beijokas.

A Rapariga disse...

Pois é!

Lá estarei na Cultergest.

Beijos, até lá

MARIA VALADAS disse...

Visitando o teu " espaço" pelo braço de alguém!

Adorei todo o seu conteúdo!
Bons temas para debater!

Tomei a liberdade de te linkar no meu cantinho...se não quiseres...eu retiro!

Beijo de uma nova amiga
Maria

Kalinka disse...

OLÁ JÚLIA

Venho dizer-lhe que escrevi no meu blog como vi o jantar em que fui caloira.
Se quiser espreitar...esteja à vontade.
Adorei o convívio.
E, adorei...quando tive que me levantar para me apresentar ao Grupo - tu lá do fundo fizeste uma grande ovação:
Kalinkaaaaaaaaa
Fiquei toda arrepiada e gostei...

Beijokas.
Até sempre.

Dad disse...

Olá Júlia!

Venho dizer-te que coloquei agora algumas fotos que me mandaram, do nosso jantar.

Estão no Momentos de Luar.

Beijinhosss