segunda-feira, dezembro 22, 2008

Palavras de Azevinho

PALAVRAS DE AZEVINHO
Natal de malva
e linho
de ternura mosqueada
Onde no peito
faz ninho
e no coração se alaga

Na entrega e no refúgio
de memória deslumbrada
entre o sonhado e o lume
Natal no seu aprisco
perfumes
de seda e cassa
Pela calada do tempo
da infância
sendo imagem
Com palavras
de azevinho
e nas costas duas asas

Natal de 2008
Maria Teresa Horta




Agradeço à minha querida amiga Teresa Horta este seu poema lindíssimo, inédito, feito expressamente para a quadra que atravessamos, e a generosidade em aceder que aqui o partilhe com os meus leitores.
Obrigada, Teresa!

6 comentários:

Delfim Peixoto disse...

Lindo azevinho, com a Voz do Luis Gaspar... e cada vez mais é bom voltar
Bjnhs

Delfim Peixoto disse...

Peço desculpa, estava a ouvir ainda o blig da Menina Marota
BOM NATAL

C Valente disse...

Bonito
Saudações amigas com votos de Boas Festas, com saúde, paz e amizade

João Videira Santos disse...

Para si Julia que tão generosamente dá voz à lembrança dos homens livres,quero desejar Feliz Natal, fazendo votos que o seu grito se continuí a ouvir no próximo ano. Saude e felicidades num sentido e apertado abraço.

Rosa Brava disse...

Um lindo poema que também tenho o gosto de partilhar!

Beijinhos ;))

Paula Raposo disse...

Obrigada pela partilha deste fantástico poema!! Beijos.