quarta-feira, outubro 14, 2009

Obrigada a todos

Carissimos amigos,

Os resultados do passado dia 11 deram a vitória, por maioria absoluta, ao Dr António Costa para presidir à Câmara Municipal de Lisboa. Conseguimos UNIR LISBOA em torno do nosso candidato. Todos estamos de parabéns!

Foi o culminar de um longo processo que começou em Abril com o lançamento do movimento do Apelo a uma Convergência de Esquerda para Lisboa, passou depois pelo movimento Claac - Cidadãos Lisboetas apoiam Antonio Costa, e, finalmente, pelos Serviços de Candidatura da lista UNIR LISBOA.

Gorados que foram os objectivos iniciais de levar os partidos da esquerda (CDU e BE) a entenderem-se com o PS e apresentarem uma lista única, foi possível, graças ao carácter humanista e dialogante de António Costa transformar a candidatura UNIR LISBOA num projecto alargado de unidade com os movimentos Cidadãos por Lisboa, de Helena Roseta, e Lisboa é Muita Gente, de José Sá Fernandes.

Para além disso, muitos foram os independentes de esquerda que se juntaram para UNIR LISBOA, tendo-se conseguido uma dinâmica que extravasou todas as fronteiras partidárias, tal como evidencia a Comissão de Honra da candidatura e António Costa fez questão de sublinhar na noite da grande vitória.

Foi um erro os partidos da esquerda não se terem unido para uma candidatura e um programa comuns. Um erro que nos podia ter sido fatal, correndo-se o risco de entregar a CML ao candidato da direita. Felizmente o eleitorado lisboeta, numa atitude de grande maturidade política votou ao arrepio das posições partidárias tendo penalizado fortemente a CDU e, sobretudo, o BE.

Os cidadãos lisboetas têm memória (boas memórias) da coligação que governou Lisboa de 1989 a 2001 e do muito que a mesma permitiu realizar para o bem comum. Queriam e querem que os partidos se entendam porque, acima de qualquer partidarismo, precisam de quem trabalhe e lhes resolva os problemas. Os lisboetas conhecem António Costa, um homem que também esteve ligado à antiga Coligação e optaram, conscientemente, por dar-lhe a estabilidade necessária para governar a cidade.

Por mim, quero agradecer a todos que, directa ou indirectamente, me/nos acompanharam neste processo que agora chega ao fim. Todos fomos peças fundamentais para a vitória final.
Obrigada a todos! Foi uma honra trabalhar convosco.

Por fim, lembrar aqui dois amigos e colaboradores desde a primeira hora, ambos membros fundadores do movimento do Apelo à Convergência de Esquerda que, infelizmente, nos deixaram a meio do caminho: Raul Solnado (Mandatário para os Séniores) e João Vieira (da Comissão de Honra).

Sempre ao vosso dispôr.

Viva Lisboa!

Julia Coutinho

4 comentários:

com senso disse...

Cara Júlia Coutinho

Eu é que lhe estou grato. E certamente Lisboa, pois esta vitória foi muito o fruto do seu empenho e dedicação a uma causa nobre e justa.
Se António Costa fez por merecer o voto do povo de esquerda, houve desde há muitos meses, quem generosa e desinterssadamente lutasse, contra ventos e marés, para que este resultado se conseguisse. A Júlia Coutinho, foi sem dúvida um dos principais esteios deste exemplar movimento cívico.
O meu muito sincero Obrigado
Luis Filipe Esteves

No reino dos ladrões. disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Alice Botica disse...

Júlia:
Foi por mero acaso (procuro uma fotografia do Dias Coelho) que encontrei o teu Blog.
E por me recordar perfeitamente da minha ex-camarada Militante do PCP ?ou estarei errada? Júlia Coutinho, com quem trabalhei a nível Partidário, eis-me aqui convidando-te - caso estejas interessada - a deixar-te aqui o meu e-mail, para que possamos (ou não, de ti depende!) contactar-nos!

Aguardo a tua decisão,
Alice

Júlia Coutinho disse...

Olá Alice,

Sim, militei no PCP aproximadamente 30 anos.
Claro que gostava de te contactar mas, ao invés do que dizes, não deixaste nenhum email...
O meu aqui fica: juliacoutinho@gmail.com

abraço